Estimativa de parâmetros florestais em área de cerrado a partir de imagens do sensor oli landsat 8.pdf

A obtenção de dados que caracterizam determinado fragmento florestal esbarra na dificuldade de processamento dos dados, nos altos custos demandados e no elevado tempo gasto com os inventários tradicionais. O uso de técnicas de Processamento Digital de Imagens (PDI), utilizando dados de sensoriamento remoto para estimar variáveis florestais, pode ser ferramenta útil e eficaz na complementação do inventário de campo. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a viabilidade da utilização de imagens multiespectrais do sensor OLI Landsat 8, através de análise de regressão com dados de campo, para a estimativa de parâmetros florestais. Para isso foi realizado inventário com objetivo de obter os parâmetros florestais: Diâmetro à Altura do Peito (DAP); área basal (G); altura total (Ht); número de árvores (N) e volume de madeira (V). Na etapa de PDI, foram utilizados os valores de reflectância e os índices de vegetação NDVI e SAVI nos pixels que abrangiam as parcelas do inventário, seguidos das análises de correla

Created by Marcos Giongo 2020-07-13T16:53:04.642-03:00
Modified by Marcos Giongo 2020-07-13T16:59:52.580-03:00
Versão atual: 1.0
Versões anteriores: